1. RITMO COM RITMO -   em Ribeirão Preto, 30 de SETEMBRO de 2017
  2. Harmonia Funcional
  3. Memorização na Prática Pianística
  4. Metodologia para ensino de Ritmo
  5. Harmonização e Rearmonização
  6. Musicalização de Adulto
  7. WORKSHOP: material didático para ensino da música

 

1.RITMO COM RITMO: Em Ribeirão Preto

mb hanner curso

 

 

A proposta é uma abordagem didática do ritmo e das suas dificuldades, usando o raciocínio para resolver problemas e solucionar entraves e deficiências. É uma abordagem TEÓRICO-PRÁTICA, que expõe uma METODOLOGIA de ensino do ritmo, desenvolvida a partir de uma gama de dificuldades relatadas pelos alunos, pesquisas das neurociências e da eficácia obtida no binômio ensino/aprendizagem.

 

 

 

Os objetivos são:

  • listar e explicar os conteúdos teóricos necessários para a execução da leitura e escrita rítmica;
  • identificar fatores limitantes para o aprendizado do ritmo; cuidados necessários e suas soluções;
  • desenvolver a consciência da pulsação e de como ver, sentir e executar o ritmo;
  • como formar no aluno um quadro mental rítmico preciso;
  • como executar, segundo nossa metodologia, uma leitura rítmica e um ditado rítmico, inicialmente e em nível mais adiantado;
  • identificar padrões rítmicos;
  • contextualizar o ritmo.

Inscrições: www.contrapontomusicaevida.com/oficina

 

2. Harmonia Funcional

Curso teórico-prático que aborda a harmonia de uma forma objetiva, dinâmica, clara, informativa e formativa. É indicado para:

  • Alunos e professores que desejam aprender a harmonizar, rearmonizar e improvisar;
  • Profissionais que desejam conhecer melhor o raciocínio da música que estão tocando ou ouvindo;
  • Professores que lecionam teoria musical, especificamente sobre escalas, acordes e harmonia vocal e instrumental;
  • Músicos que desejam ter base a teórica necessária para começar a arranjar e improvisar.

Requisitos:

  • Conhecimento de intervalos, escalas tonais, acordes de 3 e 4 sons.

Conteúdo:

  • Intervalos
  • Escalas tonais, modais, pentatônicas, simétricas, “blues”, etc
  • Acordes de 3, 4, 5, 6 e 7 sons e suas alterações
  • Funções dos acordes
  • Análise de partituras
  • Introduções e finalizações
  • Retornos
  • Harmonização e rearmonização
  • Noções de arranjo e improvisação

 Duração: 2 ou 3 dias. INFORMAÇÕES: (27)3235-1581 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

3. Memorização da Prática Pianística

Muitos adultos que estudam piano manifestam o grande desejo de ter um repertório memorizado, mas não conseguem seu intento. Consideramos importante que cada aluno saiba de memória algumas partituras de seu repertório anual. Quando o professor fizer a seleção, já pode incluir 2 ou 3 músicas apropriadas para este fim.

Sim, nem todas as partituras são fáceis de serem memorizadas. Como o adulto nem sempre dispõe de tempo para a prática diária, melhor optar por aquelas músicas que não são formadas por padrões complexos e nem têm passagens técnicas difíceis. Muitos são os compositores contemporâneos que disponibilizam esse tipo de repertório: Dennis Alexander, Catherine Rollin, Nancy Faber, Margareth Magrath, Robert Vandall, Lynn Freeman Olson, Paul Sheftel, Jane Smisor Bastien, Melody Bober, Mary Leaf, Tom Masinter, Samuel Aster, Kevin Kostley, Carol Matz, Jeanne Costello etc., além do repertório clássico. A escolha dependerá do interesse/da identificação do aluno com o estilo das músicas, desafios propostos pelo professor e nível de estudo. 

MEMORIZAR faz parte da educação musical e é uma fase importante no aprendizado do aluno. A memorização deve fazer parte da aula regular. A mente do aluno deve ser, sistematicamente, treinada para memorizar frases curtas. 

MEMÓRIA - É a capacidade de recordar dados aprendidos ou experienciados. 

MEMORIZAÇÃO – É o processo e a disciplina pelos quais se pode obter esta faculdade. Memória é o produto final da memorização. 

BENEFÍCIOS da MEMORIZAÇÃO:

  • Agiliza a mente do músico para perceber detalhes da partitura e resolver problemas de leitura e técnicos; melhora atenção e concentração;
  • Torna mais fácil a memorização de partituras subsequentes;
  • Desenvolve a leitura à primeira vista;
  • Promove maior entrosamento com a música e com o instrumento;
  • Promove maior liberdade para interpretar e criar, porque libera o executante da partitura;
  • Desenvolve autoconfiança.

A TÉCNICA de memorização ajuda, de forma especial, aqueles alunos que têm dificuldade ou impossibilidade de ter um repertório próprio memorizado, e aqueles que têm limitações para se apresentar em público. Passo a passo, são trabalhadas as memórias (visual, auditiva, topográfica, cinestésica e analítica), fatores que podem interferir na memorização/execução e conteúdos teóricos (leitura, harmonia, formas musicais etc.) que contribuem para facilitar o trabalho do aluno.

Duração: 1 ou 2 dias. INFORMAÇÕES: (27)3235-1581 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

4.Curso Intensivo Sobre Ritmo

Curso baseado na METODOLOGIA do livro RITMO COM RITMO.

Carga horária: 14 h

Requisitos: conhecimento básico de teoria musical (notação musical, valores)

Objetivos:

  • Aprender a ver, ler, executar, ouvir e escrever propostas rítmicas;
  • Aprender a solucionar problemas rítmicos.

Público alvo:

  • Professores de teoria; alunos de licenciatura/ graduação/técnico;
  • Músicos que desejam melhorar sua performance, especialmente quanto à leitura à primeira vista;

INFORMAÇÕES: (27)3235-1581 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

5.Harmonização e Rearmonização

1. O que é...?

HARMONIZAR é criar uma progressão de acordes que acompanha uma melodia. O raciocínio que possibilita a escolha dos acordes é explicado no curso de HARMONIA FUNCIONAL. O presente curso enfatiza a aplicabilidade das regras e orientações estudadas.

REARMONIZAR é um recurso que renova a vida de uma harmonização padrão, ou antiga, ou desinteressante, ou complexa demais para o nível desejado.

2. Requisitos:

  • Saber intervalos (na pauta e no teclado);
  • Conhecer escalas tonais (maiores e menores) e modais;
  • Saber acordes até 7 sons e possíveis alterações; inversões;
  • Saber usar o círculo das quintas;
  • Saber as regras que regem as progressões harmônicas;
  • Ter conhecimento de fraseado e cadências;
  • Ter noções de formas musicais;
  • Saber notação analítica.

3. Conteúdo:

  • Como começar a harmonizar;
  • Raciocínios para harmonizar: progressivo e retroativo;
  • Análise de partituras;
  • Técnicas de rearmonização:
              • Substituição de acordes,
              • Acréscimo de acordes e
              • Acréscimo de alterações aos acordes básicos.

4.Duração: 2 dias (14 horas)INFORMAÇÕES: (27)3235-1581 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

6.Musicalização de Adultos

Por que o adulto decide estudar piano?

  • Realização de um sonho;
  • Estudou na infância/adolescência e quer retornar;
  • Instrumento complementar de algum curso;
  • Segundo instrumento;
  • Ajudou ao filho e acabou se interessando;
  • Para relaxar;
  • Para acrescentar cultura;
  • Aposentadoria e tempo livre.

Nos EUA, um estudo revelou que a previsão de alunos adultos, acima de 50 anos, crescerá mais de 70% no período 2000-2016, e abaixo de 50 anos, crescerá 1%. Não conhecemos esse tipo de estatística no Brasil, mas podemos dizer que, nesse período, no nosso estúdio aumentou cerca de 50% a incidência de alunos adultos acima de 50 anos.

Cerca de 2/3 dos alunos adultos prefere estudar em aulas individuais. O único fato contrário que encontramos a esse tipo de abordagem é que o aluno não tem outra referência que não seja ele. O professor deve preocupar-se em dar esse retorno de avaliação e respostas às curiosidades naturais do adulto. Livros que tratam do assunto (em inglês): Piano Lessons, Noah Adams; It’s Never Too Late, John Holt; Making Music at the Piano, Barbara Maris.

Quanto ao aluno adulto:

  • O cérebro do adulto: maturidade a partir dos 29 anos, conferindo-lhe habilidades que uma criança ainda não possui. O cérebro continua sendo remodelado de forma a aceitar novos aprendizados.
  • Tem objetivos bem definidos e diferentes daqueles de uma criança.
  • O componente EMOCIONAL é mais intenso e ativo. A experiência de décadas confere-lhe um status de conhecimento e história de aprendizagem, em contraste com apenas alguns anos de vida de uma criança. O conhecimento musical prévio (do piano ou de outros instrumentos) influencia a atitude do aluno no estudo da música e nas razões dele estar escolhendo aquele instrumento.
  • QUER fazer aula de instrumento.
  • GOSTA de música.
  • É disciplinado.

Aprender música não é só ler notas e ritmo; é muito mais do que isso, porque também satisfaz as necessidades psicológicas do adulto. O aluno deve ser municiado com informações para pensar criticamente sobre música e musicalmente.

Muitos dos problemas que alunos dessa faixa etária apresentam não são problemas específicos de música, mas de natureza psicológica, e incluem:

  • Dúvidas quanto às suas habilidades ao instrumento
  • Memória
  • Ansiedade sobre diferentes aspectos da aula (estão sempre procurando explicações/razões para suas dúvidas e curiosidades)
  • Preocupação com tempo para preparar uma peça / em não cometer erros
  • Preocupação com coordenação motora.

O professor deve ter conhecimento suficiente para conduzir a solução dos problemas, tentando identificar se há algo de errado no processo ou se o aluno apenas deve estudar mais. A área da psicologia fornece respostas para isso. Os professores têm recebido melhor formação nesse sentido.

Cada pessoa aprende em tempo próprio, por razões diferentes. O tempo para integrar todos os detalhes do processo de leitura musical é maior para alguns (entendimento intelectual x habilidades musculares). Frequentemente, um aluno tem que se concentrar em alcançar certo grau de CONTROLE MUSCULAR antes de voltar sua atenção para os vários aspectos da leitura. Isto, com freqüência, causa frustração considerável, uma vez que o aluno adulto, geralmente, é capaz de entender muito mais rapidamente do que as habilidades necessárias para a execução.

(extraído do CURSO DE MUSICALIZAÇÃO DE ADULTO)

INFORMAÇÕES: (27)3235-1581 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

7.WORKSHOP: Material Didático para Ensino da Música

Nesse evento, são apresentadas 28 obras da autora, que abrangem diversos tópicos do ensino da música: teoria, repertório, escalas tonais e modais, acordes tonais e modais, harmonia funcional, treinamento auditivo, Círculo das quintas e seu uso, História da música, leitura à primeira vista, musicalização para adultos, ritmo, teclado eletrônico e teoria para cantores.

A professora expõe e explica a metodologia aplicada e/ou desenvolvida especificamente para a elaboração desse material, a fim de:

  • Capacitar o aluno a aprender música de forma clara, holística, prática e com o melhor aproveitamento possível do tempo, e
  • Auxiliar o professor no planejamento e ministração das aulas e avaliações.

Uma abordagem visual-teórico-auditivo-prática para o ensino de:

Intervalos, escalas tonais/modais /outras, acordes, ritmo, leitura à primeira vista, treinamento auditivo etc.

Uma explanação pedadógica sobre a interrelação de todo o material didático.

Carga horária: 7 horas (1 dia)

 

IMPORTANTE: Essa palestra precisa ser agendada.INFORMAÇÕES: (27)3235-1581 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Todos os cursos têm certificado de participação.
O agendamento dos cursos depende da data de contato do interessado e da agenda da palestrante.
Alguns cursos exigem material especial para sua ministração.
Alguns cursos têm limite quanto ao número de participantes.

 

Voltar para o Indice